• Monique Costa

Upurga: um suspense mitológico de sobrevivência

Aquele que procura, se perde.

São poucos os filmes que me intrigam já na cena inicial, não sei se por assistir produções mais slow burning, onde o clima e tensão são lentamente construídos, ou se pelo consumo excessivo de cinema que acabou me entorpecendo neste aspecto. De qualquer forma, fiquei muito surpresa com Upurga, que explora a mitologia da Letônia pela perspectiva de um instrutor de rafting que fará de tudo para salvar seus clientes.


O roteiro de Uģis Olte – que também assume como diretor – era inicialmente mais focado no drama, até que o brasileiro Lucas Abrahão e a sérvia Bojana Babic foram convidados para integrar o projeto. Juntos, eles potencializaram os elementos de gênero da história e a transformaram num intenso e angustiante mistério folclórico. Aliado a isso, há ainda uma hostilidade pulsante de sua floresta densa, clima opressivo e personagens ameaçadores.


O filme começa com Andrejs (Igors Šelegovskis) tentando salvar uma jovem que ficou presa nos destroços de árvores em meio a uma correnteza. Mas para além da aflição gerada pelo acidente, temos também o vislumbre de algo inumano espreitando por baixo das águas, o que para os brasileiros já pode soar familiar a uma entidade conhecida em nosso folclore. A partir disso, somos transportados para os futuros eventos que irão compor a narrativa.



Os clientes da vez são uma equipe de filmagens cujo objetivo é criar o material promocional de uma salsicha vegana. Determinados a vender uma experiência realista, seus interesses entram em conflito com a cautela excessiva (mas justificável) de Andrejs, que ainda está se recuperando de traumas passados. Até que no final de uma tarde, o grupo se desencontra, e o jovem instrutor acorda no dia seguinte, sozinho e nu, em uma poça no meio da floresta.


Sem saber o que aconteceu e onde seus contratantes estão, ele precisará abandonar sua obsessão por controle e enfrentar uma verdadeira aventura para que seus erros anteriores não se repitam. Mas uma força da natureza e os moradores locais têm outros planos para ele, e sua jornada de sobrevivência se desdobrará num mistério sobrenatural que sempre o leva para um antigo lago onde estranhos fenômenos acontecem há anos.


Portanto se você está procurando um survival horror com algo a mais, Upurga pode ser uma boa pedida. Com uma forte influência da cultura e mitologia letã, mas trabalhando com terrores e emoções universais, seus desdobramentos são surpreendentes e com potencial para agradar os fãs desses temas – inclusive os que gostaram do holandês De Poel (Chris W. Mitchell, 2014) ou o sul-africano Gaia (Jaco Bouwer, 2021), dois filmes que compartilham da mesma atmosfera enigmática com pitadas de eco horror e folk horror.


O filme está disponível no XVIII Fantaspoa e pode ser assistido gratuitamente através da plataforma de streaming Darkflix entre os dias 22 de Abril e 1° de Maio.

 

Upurga (2021)


IMDb | Letterboxd | Filmow

Direção Uģis Olte

Duração 1h25min

Gênero(s) Terror, Suspense

Elenco Igors Šelegovskis, Rihards Sniegs, Morten Traavik +


25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo