• Thaís Vieira

The Wolf of Snow Hollow: Monstros existem... Ou não?

É difícil falar sobre O Lobo de Snow Hollow não porque o filme seja ruim, longe disso, ele tem seus méritos principalmente em um gênero nem sempre bem representado. Mas sim, porque a película transita por dois gêneros conhecidamente opostos mas quando bem trabalhados criam estórias incrivelmente interessantes, podendo assim, agradar uns e outros não.


Entretanto, o espectador que se dispuser a permanecer em frente à tela vai perceber que apesar da aura de comédia o filme trata de diferentes horrores mundanos. Dirigido, roteirizado e protagonizado por Jim Cummings, também responsável pelo ótimo Thunder Road (2016) que tem de semelhança com o filme de 2020 essa mesma pegada de comédia, com alguns toques de drama mas sem se esquecer do pezinho no terror.



Em uma pequena cidadezinha dos EUA, uma mulher é brutalmente assassinada, ela é encontrada em pedaços pelo namorado que incrédulo fica aos prantos com a cena aterrorizante. Logo o policial John Marshall (Jim Cummings) é chamado, assim como seus colegas - inclusive a única mulher dentre eles interpretada por Riki Lindhome - para encontrar respostas para o ocorrido (e aparentemente é a única completamente centrada da unidade e responsável por bons momentos em tela), porém, a tensão é acompanhada da revelação de que John além de filho do xerife (Robert Forster) também é alcoólatra.


A medida em que o número de assassinatos cada vez mais sangrentos aumentam o descontrole de John fica mais evidente, bem como, a exibição das relações deterioradas que o cercam, principalmente entre pai e filha (Chloe East) que está prestes a ingressar na universidade. Em meio a tudo isso, surgem suspeitas “concretas” de que se trata do ataque de um lobisomem na pequena cidade, todavia, um monstro como este existe ou estes atos não passam de ataques perpetrados por um ser humano?



Pra saber a resposta desta e de outras perguntas somente assistindo ao filme rsrs, mas sobre os aspectos técnicos apesar do baixo orçamento, tem efeitos práticos sólidos e capaz de sustentar a atmosfera de terror e suspense criados a parte do comportamento do protagonista e suas escolhas nem sempre corretas para lidar com as situações que o cercam. A direção também é correta e condizente com o que se espera de um terrir.


No entanto, talvez o mais legal do filme seja a analogia encontrada nas entrelinhas sobre a masculinidade e sua consequente fragilidade diante uma sociedade que impõe determinados papéis a determinados indivíduos retirando destes a capacidade de expressar sentimentos comuns a quaisquer pessoas mas que são considerados incoerentes quando exacerbados por corpos masculinos, de um filme relativamente curto mas bem elaborado.


O Lobo de Snow Hollow (2018)

The Wolf of Snow Hollow


IMDb | Rotten Tomatoes | Letterboxd | Filmow

Direção Jim Cummings

Duração 1h25min

Gênero(s) Terror, Thriller, Mistério

Elenco Jim Cummings, Riki Lindhome, Robert Forster +