• Thaís Vieira

The Owners ou “mi casa no es su casa”

Filmes sobre assaltos que não deram certos existem aos montes, alguns bons outros nem tanto. Acho que já é sabido que nem todo morador é realmente indefeso, esse negócio de idade, gênero e/ou deficiência não impede com que desavisados ladrões caiam em verdadeira ciladas mortais só por quererem o que não lhes pertencem. Sabendo desses detalhes nossa aventura começa com uns espertinhos que são seduzidos pelo rumor de que na casa do senhor e da senhora Huggins, interpretados pelos ótimos Sylvester McCoy (Doctor Who) e Rita Tushingham (The Trap), que estão ausentes conta com um cofre abarrotado de grana prontinha pra ser levada.


O que os personagens Terry (Andrew Ellis), Nathan (Ian Kenny), Gaz (Jake Curtam) e Mary (Maisie Williams, de Game of Thrones) - a mais inocente da estória diga-se de passagem - não contavam, é que o assalto está fadado ao fracasso devido a discordância entre os assaltantes e a falta de um plano real, e é justamente a falta de coordenação que guia os acontecimentos posteriores os quais incluem aguardar o retorno dos donos da residência para enfim realizar o tão sonhado roubo. E contando com a soberba e a ignorância da juventude, eles automaticamente se consideram "superiores" ao casal de vovozinhos... Bom, o que acontece a partir daí é puro spoiler e eu não farei isso contigo, mas posso adiantar que as artimanhas para tentar sair da casa e, por conseguinte, a dos vilões para ceifar a vida dos invasores são muito boas.



Apesar de a fórmula ser um pouco batida, a claustrofobia vai tomando conta da película por conta não somente do fato de os jovens estarem encurralados mas também da mudança na proporção da tela. O diretor Julius Berg sabe conduzir os momentos de tensão, cada canto da casa é aproveitado e apesar de o filme ocorrer no período noturno há bastante iluminação (e desespero) suficiente para manter nossa atenção e nos fazer importar e se chocar com as atitudes dos personagens.


Isso só é possível porque o elenco funciona muito bem obrigado e entregam atuações condizentes com a trama baseada na HQ Une Nuit de Pleine Lune. De forma divertida somos introduzidos a segredos, gore e reviravoltas interessantes enquanto as coisas caminham para a já esperada catarse. Não é perfeito como o tão querido Don’t Breathe mas consegue caminhar com suas próprias pernas dada a intensidade com que determinados acontecimentos surgem na tela. Um ou outro elemento não funcionam muito bem, principalmente em relação ao arco da personagem Mary e seu abusador, porém, ainda assim vale a pena ser visto e se o espectador se permitir curtir a película sem maiores pretensões, te garanto que sairá satisfeito desta sanguinolenta experiência.


The Owners (2020)

Os Proprietários | Os Intrusos


IMDb | Rotten Tomatoes | Letterboxd | Filmow

Direção Julius Berg

Duração 1h32min

Gênero(s) Terror, Suspense

Elenco Maisie Williams, Sylvester McCoy, Rita Tushingham +


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo