• Monique Costa

Luz: A Flor da Maldade

Pequenas comunidades e seus segredos, grupos fanáticos e suas crenças, seitas religiosas e seus líderes são temas recorrentes no cinema de gênero, e motivo para isso é o que não falta. Além de ser um prato cheio para tratar sobre entidades e ocultismo, através desses filmes também podemos refletir sobre a humanidade em âmbito individual e social, além das reações e emoções geradas por situações extremas.


E como um bom entusiasta da temática, foi através dela que o diretor e roteirista Juan Diego Escobar Alzate decidiu ambientar Luz, o seu primeiro longa-metragem lançado em 2019 que, de maneira bem imersiva, trata sobre a dualidade de bem vs. mal em um vilarejo isolado nas montanhas e atormentado pela escassez, com foco em uma família que vê nas suas convicções a única forma possível de salvação.



El Señor (Conrado Osorio) é quem lidera a comunidade, com suas promessas de um futuro próspero baseadas em suas crenças religiosas extremistas e inquestionáveis pelos demais membros. Mas a desconfiança começa a vir de casa, conforme suas três filhas Uma, Laila e Zion (interpretadas respectivamente por Yuri Vargas, Andrea Esquivel e Sharon Guzmán) amadurecem e cogitam outas possibilidades longe das amarras do pai.


Em primeiro momento, podemos pensar que se trata de uma história de outra época pelo cenário e vestimentas de seus personagens, mas não demora muito para percebermos que a ambientação não está muito longe da nossa realidade. Conforme uma das jovens descobre um gravador perdido na floresta, sem fazer a mínima ideia do que se trata, vem também a certeza da intensidade e alienação na qual esses indivíduos estão inseridos.


A partir de então somos convidados a questionar a natureza humana e religiosa em meio às paisagens vastas, deslumbrantes e desérticas de Luz. Morte e vida, bondade e maldade, deuses e demônios coexistem, e numa certa parte até se codependem nesse cenário. E mesmo com seu desenvolvimento previsível e seu final agridoce, esse longa colombiano pode ser uma boa recomendação para quem busca uma intensa fábula sobre o tema.


O filme estará disponível gratuitamente na programação do Cinefantasy 12 através da plataforma de streaming Innsaei.TV, entre os dias 09 e 10 de Setembro.

Luz: A Flor da Maldade (2019)

Luz


IMDb | Rotten Tomatoes | Letterboxd | Filmow

Direção Juan Diego Escobar Alzate

Duração 1h44min

Gênero(s) Terror, Fantasia

Elenco Yuri Vargas, Andrea Esquivel, Sharon Guzmán +


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo