• Horrorizadas Podcast

DJANHO!, mostra de cinema fantástico de Curitiba anuncia programação com filmes de 16 países

Sessões gratuitas ocorrem em praças e espaços culturais da capital paranaense entre 15 e 29 de outubro. Evento terá também uma edição online na Darklix.


Curitiba está prestes a se tornar a capital do cinema de horror e fantasia no Brasil. Isso porque entre os dias 15 e 29 de outubro vai acontecer a DJANHO! É a mostra internacional e interbairros de cinema fantástico de Curitiba, piá!. O evento terá exibições gratuitas de 36 filmes, entre longas e curtas-metragens, em diferentes espaços da cidade, como a Praça Zumbi dos Palmares, o Passeio Público e o Cine Passeio, entre outros. Uma edição online da programação também ocorre na plataforma Darkflix, entre 28 de outubro e 3 de novembro.


A seleção é formada por quatro longas, dois brasileiros e dois estrangeiros, e 32 curtas, 17 deles brasileiros e 15 estrangeiros. A curadoria inclui trabalhos internacionais da Martinica, Irã, Turquia, Chile, Israel, Itália, Estados Unidos, Reino Unido, Nova Zelândia, Canadá e Espanha. Além dos filmes, a mostra também terá bate-papos com realizadores, palestras e oficinas (A lista completa das obras que serão exibidas está no fim do texto).


A mostra


Criada em 2013 pelo cineasta Paulo Biscaia Filho, a DJANHO! era antes conhecida como Grotesc-O-Vision e foi, por várias edições, realizada em paralelo com a Zombie Walk Curitiba. Aos poucos, o evento cresceu e se tornou independente. A maturidade plena chegou em sua quinta edição, quando foi rebatizado. “Djanho” é uma gíria curitibana que denota alguma coisa demoníaca ou infernal. “Piá do Djanho” por exemplo significa “garoto do demônio”. O termo tem origem em Portugal com a expressão Dianho que por sua vez parece descender de Janus, a entidade de duas faces da mitologia romana.


Um dos grandes destaques da edição de 2022 é que ela ocorre em diferentes formatos, com projeções ao ar livre em bairros de Curitiba distantes da região central, exibições no Coreto Digital do Passeio Público e em salas do Cine Passeio e da Cinemateca. Parte da mostra também estará disponível gratuitamente na plataforma Darkflix.


“Mais do que nunca, o cinema independente de horror precisa se encontrar com públicos diversos. O gênero fantástico é uma porta para a imaginação e a criatividade. O festival nasce como um evento de realizadores para realizadores, veteranos e novatos. Sustentamos este ideal”, diz Biscaia, que também é o realizador de longas como Nervo Craniano Zero e Virgin Cheerleaders in Chains.


A programação completa já está no site www.djanho.com e também acompanhe o festival no Instagram @djanhofantastico.




37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo