top of page
  • Foto do escritorIsabela Picolo

Batem à Porta - Sem spoilers

O que você espera quando batem à sua porta? Tudo menos que vão te contar que o fim está próximo, não é?


M. Night Shyamalan voltou para os holofotes com um elenco interessante. Dessa vez o diretor adaptou uma obra apocalíptica chamada o Chalé do Fim do Mundo, de Paul Tremblay.


Todas as opiniões desse texto não serão baseadas na adaptação da obra e sim apenas na história e fatos do filme.

Uma premissa simples, um home invasion em que os invasores tentam de alguma forma impedir o apocalipse, revelando algo quase impensável. Você sacrificaria alguém que ama para salvar o mundo? A situação é ainda mais complexa quando não se tem certeza de que o mundo irá acabar.


O filme não enrola e vai direto ao ponto, não há introdução de personagens e nem diálogos muito explicativos, isso vai sendo desenvolvido ao longo dele e imagens do passado vão dando contextos. De início não se conhece ninguém. Os personagens Eric, Andrew e Win vão sendo apresentados conforme tudo vai acontecendo.

A partir do momento que os invasores aparecem, tudo muda e a tensão aumenta. Eles falam que para salvar o mundo, um sacrifício precisa ser feito. Para isso acontecer, os 4 invasores têm que convencer as pessoas que o mundo realmente está acabando. Isso nunca seria uma tarefa fácil. A suposta verdade do que está acontecendo muda constantemente.


Os invasores estão lá por um propósito maior e não há muitas explicações do porquê aquela cabana e porquê aquelas pessoas foram escolhidas para combater o fim do mundo. São apenas informações, que de alguma forma, eles adquiriram e poucos detalhes são revelados.


Para o casal Eric e Andrew, pais de Win, o grupo é fanático religioso e obviamente por homofobia está atacando a família. A pauta LGBTQ+ está atrelada a todo o filme, levanta diversas questões e confrontos entre eles e o mundo. 'Por que salvar um mundo que nos odeia?'


Um filme cheio de reflexões e perguntas impossíveis de responder, regado a cenas tensas do jeito que Shyamalan sabe fazer. A nostalgia de Sinais (2002) volta com tudo nesses elementos de tensão que se passam em um ambiente só, junto com a dinâmica dos flashbacks.


O filme estreia dia 2 de fevereiro nos cinemas.

 

KNOCK AT THE CABIN (2023)


Direção M. Night Shyamalan

Duração 100 min

Gênero(s) Suspense, Horror, Thriller

Elenco Ben Aldridge, Kristen Cui, Dave Bautista +

57 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Andrei Simões (Escritor)
Andrei Simões (Escritor)
Feb 02, 2023

Ainda bem que Shyamalan voltou, depois da obscura, no pior sentido da palavra, época de Fim dos Tempos e Avatar. Servant, mesmo não sendo criação dele, tem as melhores características de sua direção charmosa e estranhamente calma. A Visita e Fragmentado são excelentes. Curioso pra ver este, principalmente pelo elenco.

Like
bottom of page